Cat Caffe: um café com gatos, por favor

Cat Caffe

Durante minha curta estadia no leste europeu na metade de 2015, tive a oportunidade de visitar um dos meus lugares – agora – favoritos da vida: o Cat Caffe. Fica localizado na parte central de Ljubjana (lê-se Liubliana), capital da Slovenia. A eslovênia em si é um dos lugares mais lindos que tive o prazer de conhecer, é um pequeno país que até 91 fazia parte da República Socialista Federativa da Jugoslávia. Como é bem recente, a maioria das pessoas confunde Eslovênia com Eslováquia, o que é um erro gigante porque, honestamente, Eslovênia faz divisa com Áustria, Itália, Croácia e Hungria. É amor demais pra um só país, não tem nada tão fofo assim, gente.

Enfim, estava lá com uma grande amiga que cedeu seu tempo e paciência pra me acompanhar nessa jornada ao Café dos gatos, lugar que nosso host do couchsurfing classificou como “bem nojentinho”. Pedimos algumas direções e lá fomos nós, passeando de bicicleta pelas ruas mais charmosas da vida, e atravessando pontes lindíssimas.

TO ERRADA?

Chegamos no café e eles tem um letreiro bem simples identificando, e pra entrar tivemos que passar por duas portas, sendo uma de vidro e interna, tudo pra proteção dos gatos. Nessa hora eu já tava loca, fotografando tudo e mais um pouco porque era amor demais pra eu gravar só na minha mente. Lá dentro tem umas mesinhas mega fofas e uma mesa especial que é mais baixa, bem no meio do café. Na parede e nas mesas tem instruções do que não se deve fazer com os gatos – tudo em sloveno, mas os atendentes falam em inglês e traduzem se pedir. Basicamente você não pode acordar um gato, pegar no colo, alimentar, etc. Regras básicas de convivência com gatos, se você me perguntar, mas né.

Regras
As regrinhas de como lidar com os gatinhos.

HVALABeleza? Obrigada.

Entrada - cat caffe.
Na entrada.

Nas mesas tem o cardápio normal e um “cardápio de gatos”, que é um guia identificando os gatos de lá, que eram cinco quando eu fui: a Chilli, a Nina, a Diva e outros dois que eu esqueci o nome. Lá tem a história deles, mas era tudo em sloveno então eu fingi que entendi e fiquei bem quietinha.

O lugar em si é muito fofo, com suporte nas paredes para os gatos andarem, caminhas em todos os lugares e vários brinquedinhos espalhados pra gente interagir com eles. Além de ser tudinho personalizado cat style. Fascinante. Aí você deve estar pensando: mas que nojo, não tem pelo em tudo quanto é lugar? A resposta é não. Eu até falei com a atendente e perguntei como eles fazem pra manter tudo tão limpinho, e ela falou que é um desafio, porque obviamente eles soltam muito pelo, mas os atendentes ficam passando pano com alcool em gel o tempo todo, e os gatos se mantém afastados da mesa na maior parte do tempo. Aliás, os gatos já estão tão de saco cheio com pessoas o tempo todo que, nas duas vezes que eu fui lá, eles ficam é bem longe de gente.

Interior cat caffe

Os gatinhos tem uma espécie de caixa pra fazer as necessidades, é um buraco que eles entram e fazem tudo lá, não dá pra sentir cheiro nem ver eles fazendo nada. É muito higienizado mesmo.

Olha só que coisinha mais fofa.
Olha só que coisinha mais fofa.

O café foi fundado por um casal que visitou um Cat Caffe em Viena, na Áustria e eles pensaram: porque não abrir um em Ljubjana? A moça amava gatos e eles mergulharam com tudo na ideia. E eu achei que ficou fantástico o resultado.

Café mais fofo da vida. Quero todos esses suportes na minha casa.
Café mais fofo da vida. Quero todos esses suportes na minha casa.
Olha só como é tudo personalizado e lindo.
Olha só como é tudo personalizado e lindo.

Na hora de dar comida para os gatos, eles fazem um barulhinho de beijo (smack) pra chamar a atenção dos bichinhos e dão um potinho de ração pra cada um. É lindo de ver, eu quase morri de fofura. No geral os clientes não podem alimentar os gatos, mas quando meu ultra mega chocolate quente chegou, a Chilli deu aloka e, se eu não tivesse dado um pouquinho de creme pra ela, certeza que ela teria me arranhado inteira.

Me dá um pouco desse café pfvr.
Me dá um pouco desse café pfvr.
EU NÃO VOU PEDIR DE NOVO.
EU NÃO VOU PEDIR DE NOVO.

Ah, não que isso importe, porque obviamente o foco do café são os gatos, mas os preços são bem razoáveis e as bebidas gostosas, e eles não servem comida. Tem wi-fi (passei a minha última tarde quase inteira lá) e o ambiente é uma delícia e os atendentes muito simpáticos.

Olha que fofura.
Olha que fofura.

Vale muito a pena visitar, eu como apaixonada de carteirinha por gatos achei sensacional absolutamente tudo. Ah, e se você quiser, pode comprar uma camiseta personalizada do café ou um íma que também é abridor de lata (!!!), comprei um da Nina. Recomendaria para todas as pessoas, 10/10.

Mais fotinhos pra vocês porque sim:

As camisetas todas expostas. O marketing é sensacional.
As camisetas todas expostas. O marketing é sensacional.
NINA GOSTOSA <3
NINA GOSTOSA <3
A Chilli é tão feia que chega a ser bonita. s2
A Chilli é tão feia que chega a ser bonita. s2
Não tem porque não ser romântico também.
Não tem porque não ser romântico também.
LAMBE MINHA MÃO AQUI, EU TE AMO TANTO.
LAMBE MINHA MÃO AQUI, EU TE AMO TANTO.
A mesinha baixinha que eu falei, sentei aí as duas vezes que fui <3
A mesinha baixinha que eu falei, sentei aí as duas vezes que fui <3

Camisetinhas

 

Nina linda.
Nina linda.
OLHA. ESSE. RATINHO.
OLHA. ESSE. RATINHO.
Lindo lindo.
Lindo lindo.
Até as portas dos banheiros são fofas.
Até as portas dos banheiros são fofas.
<3
<3
Sim, é meu computador ali. Meu cantinho da felicidade por uma tarde inteira.
Sim, é meu computador ali. Meu cantinho da felicidade por uma tarde inteira.
Eu tirei foto de tudo pra tentar transmitir o amor que é esse lugar.
Eu tirei foto de tudo pra tentar transmitir o amor que é esse lugar. Ali a porta de vidro, ó.
What if?
What if?
Agora é a hora que você, pessoa que tem nojo de gato fala "eeeeeecaaaaa, você deixou ele subir na sua mesa". Sim, deixei. Entra na minha casa, entra na minha vida.
Agora é a hora que você, pessoa que tem nojo de gato fala “eeeeeecaaaaa, você deixou ele subir na sua mesa”. Sim, deixei. Entra na minha casa, entra na minha vida.
QUE. COISA. MAIS. LINDA.
QUE. COISA. MAIS. LINDA.
Anh... vou querer... ajuda...
Anh… vou querer… ajuda…
Só piora, gente.
<3
Essa é a Diva. Eu não consegui fazer carinho, mas ela me rendeu as melhores fotos s2
Essa é a Diva. Eu não consegui fazer carinho, mas ela me rendeu as melhores fotos s2
Cansada dos fãs.
Cansada dos fãs.
BRINCA COMIGO. ME ARRANHA AQUI CHILLI, POR FAVOR
BRINCA COMIGO. ME ARRANHA AQUI CHILLI, POR FAVOR
Yesterday all my problems seemed so far away.
Yesterday all my problems seemed so far away.
A Chilli ficava ali miando pra mim, tão feia e tão linda. Meu deus.
A Chilli ficava ali miando pra mim, tão feia e tão linda. Meu deus.
Tchau, Cat Caffe. Sinto sua falta.
Tchau, Cat Caffe. Sinto sua falta.
Share Button
Continue Reading

Londres: Feira de Portobello Road (Um lugar chamado Notting Hill)

Capa do post.

Portobello Road Market ou Feirinha de Notting Hill

É uma feirinha de rua fantástica, uma das mais famosas do mundo. E também fica onde foi gravado Um lugar chamado Notting hill, que é o nome do bairro. A feira leva o nome da rua, Portobello road.

Como chegar?

Pega a central line (acho que é a amarelinha), ou a district line ou a circle line – por ex. lá na estação Kings Cross St. Pancreas – e desce na Notting Hill Gate, e segue o fluxo – sério, tem muita gente indo pra lá, não tem como se perder.

Mas em todo caso, se você for como eu e precisa de um plano b): saindo da estação de metrô, pega a rua Pembridge Road e anda uns bons minutinhos até chegar na Portobello Road, que é onde começa a feira. Antes disso você vai passar por muitas lojas fofinhas demais, vai vendo.

Como voltar?

Isso é importante, porque eu vejo por aí as pessoas indicando como chegar, mas daí você anda a feira inteira (é muita coisa pra ver) e chega lá no final e quer morrer quando pensa em voltar pelo mesmo caminho. Calma, você também pode perguntar pela estação de Ladbroke Grove (linha Hammersmith and City) e consegue ir embora.

Qual o horário de funcionamento, vah?

A feira funciona quase todos os dias – menos domingo, mas o clássico mesmo em que todas as lojas e barraquinhas estão abertas e atendendo é no sábado. Então assim:

Segunda – quarta / 9h – 18h
Quinta / 9h – 13h
Sexta – sábado / das 9h – 19h

O que tem lá?

A feira é principalmente de antiguidades, mas tem tudo quanto é coisa no caminho. Comida, lembrancinhas (eu fiz a festa nessa feira, comprei presente pra deus e o mundo). Tem também a Poundland!

Mas eu não tenho dinheiro, vale a pena ir?

Se você consegue se controlar, sim. É um lugar fantástico e vale muito a visita, tem muita gente interessante – muuuuito brasileiro – muita coisa legal pra ver, uma experiência social mesmo. Tenta ir lá mesmo se não gostar ou não quiser comprar coisas.

Esse bairro é simplesmente sensacional. Londres no geral é muito bonita e clássica, mas tem algo de especial nessa partezinha da cidade. Se eu fosse morar com a minha família lá, seria nesse lugar.

A foto que abre o post, olha só essas casinhas que coisa mais linda do mundo.
A foto que abre o post, olha só essas casinhas que coisa mais linda do mundo.
Quando eu falei que é "só seguir o fluxo" saindo da estação, é por isso.
Quando eu falei que é “só seguir o fluxo” saindo da estação, é por isso.
E essas lojinhas no caminho pra feira? Morta.
E essas lojinhas no caminho pra feira? Morta.
Tá de parabéns a camiseta.
Tá de parabéns a camiseta.
Difícil resistir a esse tipo de coisa, sos.
Difícil resistir a esse tipo de coisa, sos.
ME SEGURA. ME SEGURA.
ME SEGURA. ME SEGURA.
Eu poderia morar nesta rua.
Eu poderia morar nesta rua.
Sério.
Sério.
Portinhas. Será essa a azul do Hugh Grant? Fica a dúvida.
Portinhas. Será essa a azul do Hugh Grant? Fica a dúvida.

Tem muita foto ainda, se quiser ver o resto é só clicar aqui embaixo.

Share Button
Continue Reading

Londres: Transporte público e Oyster Card

O que é o Oyster?

É um cartãozinho magnético recarregável que você tem que ter para usar o transporte público de Londres.

Olha que fofinho, eu guardei o meu, to pensando em emoldurar. Você encosta ele naquela parte amarela pra passar na catraca.
Olha que fofinho, eu guardei o meu, to pensando em emoldurar. Você encosta ele naquela parte amarela pra passar na catraca.

Mas vah, é o único jeito de andar por lá?

Não, você também pode usar o travel card de 1 dia ou o de 7 dias, além dos mensais e anuais. Mas é mais do mesmo, porque o travel card é um papelzinho mas também pode ser só ~espiritual~ e “colocado” no Oyster. Mas assim, eu fiquei 5 dias e usei o Oyster e recomendo que você também faça isso.

Na internet as pessoas falam que dá para comprar o bilhete simples pra cada viagem, mas quando euzinha fui lá não havia essa possibilidade. Ou comprava o Oyster ou comprava o Oyster.

Onde eu compro?

Nas máquinas específicas de Oyster dentro das estações de metrô e trem. Reza a lenda que dá pra comprar nos aeroportos, mercados e bancas de jornal também. Pode pagar com dinheiro e cartão de crédito ou débito.

Você deposita um valor caução do Oyster de 5 libras, e pode pegar de volta quando não for mais usar ele, no último dia. Mas você também pode deixar o seu saldo lá se pretende voltar logo. Não tem validade.

Importante: o Oyster fica com você pra sempre. Só que ele perde a utilidade quando você pega as 5 libras de volta, entendeu?

Quanto eu coloco de crédito, me ajuda?

Ok, pensa onde você quer ir. Agora pensa em como você vai chegar lá, faz a soma e estabelece um valor. Eu coloquei 30 libras quando cheguei e teria sido o suficiente se eu não tivesse gastado uns 12 pounds na ida pros estúdios do Harry.

Quando acabou o saldo, eu tive que colocar mais em uma máquina qualquer (também tem bilheteria) na entrada de quase qualquer estação de metrô.

Ah, o metrô em Londres é Underground, não Subway. Se você perguntar por Subway vai acabar chegando na lanchonete, que por sinal é um dos lugares mais baratos pra comer naquela cidade.

O bilhete simples custa quanto?

Como eu disse, quando eu fui não tinha isso de bilhete simples, o valor era descontado no Oyster de acordo com o horário que eu usava e qual transporte eu escolhia. Se você pesquisar por aí vai achar tabelinhas maravilhosas, como a desse site aqui com explicação sobre os horários e teto diário do transporte.

Peraí, então eu não pago conforme eu uso?

Paga sim, o nome dessa modalidade do Oyster é pay-as-you-go. Mas tem um limite. Se você usar o metrô duas vezes, vai gastar 2,80 em cada. Se usar 10, vai pagar no máximo 8,40 (pensando em horário de pico).

Dica amiga: Se o transporte tem teto, é interessante escolher só uma forma de transporte diariamente. Porque pensa comigo: se você vai fazer 5 viagens e já vai alcançar o teto do metrô, porque você iria pagar além disso pra usar o ônibus também?

Qual vale mais a pena, metrô ou ônibus?

Depende do seu objetivo. Quando eu fui, fiquei em um Hostel bem central e peguei ônibus uma vez pra ir da região do British Museum pra lá, e valeu a pena porque é ônibus de dois andares, eu pude ver a cidade (o que é sempre lindo) e até filmei.

Mas se você precisa percorrer longas distâncias ou tem pressa – o que acontece com a maioria dos turistas afobados, é melhor metrô.

E essa história de zonas?

Sim, Londres é dividida em zonas (quando se fala de metrô apenas, ônibus não tem dessa). E, infelizmente, você paga de acordo com elas. Se você anda só nas zonas 1 e 2, que são as centrais e concentram a maior quantidade de lugares turísticos, paga um valor x no metrô, se vai para outras zonas, paga mais. Tem muitas tabelinhas na internet sobre isso e eu não acho necessário mais uma para explicar. O que eu fiz sobre isso? Continua lendo.

Na prática a teoria é outra.

Como toda jovenzinha estudante, fui com o dinheiro contado pra Londres. Estourei o orçamento do mês, e o transporte foi um contribuinte ativo nessa historinha. Mas assim, por mais que existam todas essas tabelas com horário de pico, preços de metrô x ônibus etc, eu acho que não vale muito a pena ficar decidindo programação baseado nisso. Se você tá aqui pesquisando e se preocupando com isso, provavelmente tem dias contados pra ficar lá, que não chegam nem a uma semana. Eu não fiquei pensando em horário de pico porque não ia ficar esperando passar das nove da manhã pra depois sair do hostel, ou não ia deixar de ir pra tal lugar porque é numa zona diferente, eu tava em Londres, pelamor de deus! Eu pegava ônibus e metrô de acordo com o meu horário disponível, e não o contrário. Gastei mais do que planejei sim, foram 40 libras em transporte (não vamos converter porque isso é sacrilégio) e valeu a pena cada centavinho.

Resumindo, coloque pelo menos 8 libras por dia no seu Oyster, porque você pode pegar o dinheiro de volta no final. E se você não colocar o suficiente, como foi o meu caso, pode ter que ficar procurando máquina ou bilheteria aberta pra colocar saldo, o que é uma chatice desnecessária.

Dica amiga de novo: se você fica em uma região central, que tal pensar em alugar uma bicicleta? Londres tem uma ciclovia muito bacana, você faz exercícios, conhece os lugares de pertinho e custa só 2 libras por dia. O que pode ser melhor do que isso?

Dúvidas? Críticas? Sugestões?

Manda cartinha pra redação que a gente lê ao vivo. Beijocas.

Share Button
Continue Reading

Londres: Estúdio do Harry Potter

Estúdio do Harry Potter em Londres

Em maio de 2015 eu visitei os estúdios da Warner Bros em que foram gravados todos os filmes da Saga Harry Potter. Fica perto de Londres e eu fui pro céu e voltei durante a visita.

Sim, foi a coisa mais mágica da minha vida. Eu quase morri de emoção, gente. E agora vou contar pra vocês como foi e ajudar quem ainda vai pra lá. Eu fui em maio de 2015. O post ficou grande porque eu contei sobre as atrações e postei muitas fotos, mas fiz um resuminho antes pra vocês que tem pressa.

Onde comprar os ingressos

No site oficial dos estúdios. Custou 33 libras quando eu fui. Não precisa pegar áudio-guia nem nada assim, a visita é tranquila sem. Mas se você tem dinheiro sobrando, acredito que deve ser maneiro ter.

Escolha seu tipo de ingresso, preencha os campos e aguarde a confirmação no seu e-mail. Imprima seu voucher e leve no dia da visita.

IMPORTANTE:

Toma cuidado na hora de colocar as informações de compra porque não tem um cadastro, você só coloca suas infos no site e seleciona o tipo de ingresso, e depois a confirmação vai pro seu e-mail. Quando comprei, o e-mail do meu amigo estava errado e deu a maior dor de cabeça pra corrigir.

O cartão que você usar pra comprar seu ingresso tem que ser no seu nome.

♡♡ Na hora de colocar o seu endereço, tem que colocar o que o cartão está registrado, caso contrário vai dar problema na conclusão da compra e eles não mostram que o problema é esse, daí você vai ficar mil anos refazendo até entender.

Quanto tempo dura o tour?

Depende muito. Eu comprei o tour das 11h da manhã mas entrei antes disso, e fomos sair dos estúdios era quase 4 da tarde. Mas o tour guiado é super curtinho, uma meia hora de introdução só.

Como chegar lá?

O caminho é esse: Euston > Watford Junction > ônibus lindo na frente da estação. Agora os detalhes estão a seguir.

Recomendo sempre prevenir. Nosso horário era as 11h no estúdio, saímos do hostel 8h30 da manhã.

Pegue um metrô para a Estação de Euston (Northern line). Chegando lá, você vai sair da parte dos metrôs e procurar a linha de trens, porque você precisa pegar um trem pra Watford Junction. Se você tem o Oyster (e eu espero que você tenha, porque eu expliquei aqui como funciona), pode só passar na catraca que o valor é descontado (acho que não foi nem 6 libras). Se você não tiver o Oyster tem que comprar na bilheteria na entrada da parte dos trens e custa umas 10 libras. Passando a catraca, pergunte para algum funcionário onde para o trem pro Harry Potter – eles estão acostumados com essas perguntas. Não lembro exatamente quanto tempo demora, mas tem tomada dentro do trem (yay!). Acho que não passa de 30 minutos de viagem.

Chegando na estação de Watford Junction, você vai seguir o fluxo de pessoas e sair da estação, porque lá fora vai ter um ponto com um ônibus super maneiro e estilizado dos estúdios, prontinho pra te levar pro lugar certo. Se o ônibus não estiver lá, espere na fila, ok? Custa 2 libras e você paga na hora, pro motorista.

O ônibus é bem maneiro, tem uma TV que fala um pouco da história da Warner e, pra mim, a graça já começou ali porque fica tocando a música tema de HP. Ai ♥

ônibus harry potter
onibus lindinho todo estilizado <3

O estúdio

Chegando lá, você vai em direção à bilheteria, troca seu voucher pelo ingresso oficial (tem gente pra te ajudar com isso) e entra.

Pecinhas do xadrez de bruxo, expostas na frente dos estúdios.
Pecinhas do xadrez de bruxo, expostas na frente dos estúdios.

Quando eu fui, eles estavam distribuindo um passaporte especial temático para as crianças. Pedi um também, porque eu tenho 8 anos, ok? É a coisa mais fofa do mundo e tem umas tarefas a serem completadas.

Quando você entra na recepção tem um café do lado esquerdo, a fila pra visita na sua frente, o balcão de informações à direita (mais pro fundo) e a incrível loja à direita.

Nós chegamos lá umas 10h30 e o nosso tour era 11 horas, mas o senhor que cuidava da fila deixou a gente entrar antes e ficamos esperandinho. Na fila já podemos ver o quarto embaixo das escadas, puro amor.

Assim que entra tem essas fotos expostas nas paredes <3
Assim que entra tem essas fotos expostas nas paredes <3
Olha isso, gente! Morri de amores.
Olha isso, gente! Morri de amores.
Esse quarto é muito pequenininho, gente. Tadinho do mozi.
Esse quarto é muito pequenininho, gente. Tadinho do mozi.

Quer ver mais fotos? Clique para ler mais.

Share Button
Continue Reading

Viagem Internacional: viajando com a Ibéria

Viajando com a Ibéria
Recentemente viajei pra fora do Brasil pela primeira vez com a Ibéria. A escolha da companhia não teve muito segredo: foi pelo preço. Confesso que normalmente pago a mais pela qualidade dos serviços, mas quando comprei a passagem com saída em Curitiba e chegada em Portugal (e vice-versa) por três mil reais, confesso que qualquer cem reais parecia extremamente importante.

Comprei pela STB intercâmbio, a CI também oferecia o mesmo preço, mas a STB parecia mais confiável na época. Pra fazer o check-in não tem segredo, e as medidas e pesos de malas permitidas eu explico nesse post.

Share Button
Continue Reading

Viagem Internacional: que mala escolher?

CAPA

Quando se fala em viagem internacional, as dúvidas são diversas: Que mala eu compro? De que tamanho? De qual tecido? Qual o peso?

Calma que tá tudo bem agora, prestenção no post que as suas dúvidas acabarão.

Share Button
Continue Reading